×

8 Dicas para melhorar o SEO do seu website

8 Dicas para melhorar o SEO do seu website

Quem tem um website, que nos dias que correm é praticamente obrigatório, sabe que um dos principais objetivos é surgir nos primeiros lugares de pesquisa para chegar até aos potenciais clientes. Para isso estamos a falar de algo conhecido como SEO, ou seja, Search Engine Optimization ou em português, Optimização para Motores de Busca.

Esta técnica, que permite trabalhar o website de forma a se tornar cada vez mais relevante para os visitantes, é um conjunto de ações que têm como principal objetivo melhorar a sua posição na página de resultados do motor de busca, aumentando assim não só a notoriedade como também o tráfego para o website e todos sabemos que ninguém consegue vender sem visitas no seu portal online.

Mas estas técnicas são bem mais complexas do que poderá pensar, por isso era importante selecionar aqui aquelas que são realmente significativas e que trazem resultados evidentes para o seu website. É importante também relembrar que este é um processo demorado, que poderá demorar algumas semanas a ver resultados, contudo é a forma gratuita e mais duradoura de colocar o seu website nos primeiros lugares para as pesquisas que os seus clientes fazem nos motores de busca.

Selecionar e Pesquisar as Palavras Chave

Não é escrever conteúdos sem qualquer organização que vai trabalhar o SEO do seu website, sendo que é importante fazer uma pesquisa e selecionar aquelas palavras-chave que são realmente relevantes para o seu negócio e principalmente para os seus clientes.

Poderá usar várias plataformas online, como é caso da plataforma Adwords do próprio Google, para encontrar as palavras chave melhores para o seu website, sendo que o ideal é encontrar as mais evidentes, mas com menor concorrência, dando assim prioridade a essas para se destacar da concorrência, no entanto as outras, que têm mais concorrência, também deverá ser trabalhar, mas com a consciência que demorará mais a obter resultados.

É importante também perceber que existem 3 principais tipos de palavras chave:

          Palavras-Chave Long Tail – são aquelas que se considera melhores para serem trabalhadas a longo prazo, pois são muito mais específicas. Por exemplo, se trabalhar a palavra-chave “viajar na europa” terá muito mais concorrência, do que se trabalhar a keyword “viajar na europa com crianças”, pois é muito mais específica e direccionada.

          Palavras-Chave da Marca – não sendo as mais importantes, não devem ser descuradas, pois se um cliente pesquisar especificamente pela sua marca, irá aparecer em primeiro lugar e no caso de surgir outras marcas a “referir” a sua marca em primeiro lugar, poderá ser algo bastante negativo, visto do prisma do cliente. Assim, deverá trabalhar palavras chave referentes à sua marca, mencionando varias vezes a mesma e em vários contextos.

          Palavras-Chave LSI – as palavras chave LSI são aquelas que estão relacionadas com as palavras chave original, sendo que os motores de busca conseguem entender que estão relacionadas e poderá ser óptimo para apresentar vários resultados para a mesma pesquisa. Um exemplo é usar “viagens em família para a Europa”, seguindo o exemplo acima mencionado. Apresentando o mesmo tema, irá ajudar os motores de busca a compreender melhor a sua página e website.

Crie conteúdo de qualidade e que satisfaça as necessidades do visitante

Não escreva conteúdo por escrever! Ou seja, prepare-se para escrever um artigo útil, original, de qualidade e que realmente satisfaça as necessidades do visitante, caso contrário ele irá sentir-se “traído” e vai entrar e sair do seu website rapidamente, contribuindo para a taxa de rejeição alta, um problema que levará o seu website a descer no ranking do Google.

Não copie conteúdo, não use conteúdos de outras pessoas, uma vez que além dos motores de busca penalizarem isso, não vai ganhar vantagem perante os seus visitantes!

Um grande problema da maioria das pessoas é acreditar que deverá colocar a palavra chave repetidamente no seu conteúdo para apresentar uma técnica de SEO favorável, algo errado! Não deverá colocar mais do que 4 a 5 vezes a sua keyword, num texto de 1000 palavras, mais do que isso poderá ser penalizado!

Use URLs sugestivos

Se estiver a usar uma plataforma como o WordPress, percebe que o título que colocar no seu artigo ou página, é transformado no URL da página de destino, no entanto este URL deverá ser sugestivo do conteúdo!

A maioria das plataformas vêm configuradas de origem para apresentar URLs automáticos, com códigos e de difíceis interpretações, no entanto deverá mudar isso e usar algo que mostre claramente qual é o conteúdo que o utilizador vai encontrar.


Um exemplo: se o seu título for “Como viajar com crianças na Europa”, o seu URL poderá ser “http://oseuwebsite.pt/viajar-europa-com-crianças” em vez de “http://oseuwebsite.pt/artigo.asp?id=456”.

Escolha bem o título da sua página

O título da página, aquele título que vai aparecer em primeiro lugar nos resultados de pesquisa, é o primeiro contacto que o leitor tem com o seu website, por isso é importante que explique, em poucas palavras, o conteúdo que ele vai encontrar se entrar por esse link.

Não deverá usar títulos muito complexos, no máximo deverá ter 70 caracteres, devendo ser o mais directo possível. Usando o mesmo exemplo, “Dicas para viajar na Europa com crianças” é bastante explícito do que é que o leitor vai encontrar quando entrar no website.

Devem também usar a meta descrição para descrever, em resumo, o que o leitor vai encontrar que satisfaça as suas necessidades. Um exemplo possível de descrição seria: “Encontre todas as informações e dicas para viajar na Europa com crianças e aproveitar ao máximo”, não esquecendo que a sua descrição não deverá ultrapassar os 156 caracteres.

Use títulos e subtítulos no conteúdo

Estes títulos, no corpo do texto, servem não só para trabalhar o SEO do artigo em questão, como também para facilitar a leitura do conteúdo! É importante que inclua vários ao longo do seu texto, sendo que podem ir desde H2 ao H6, do mais importante ao menos importante, respectivamente, sinalizando-os perante os motores de busca.

É importante que inclua a palavra-chave ou algumas variantes, para ajudar o leitor a perceber que cada secção do seu artigo será para abordar um assunto diferente e não cansar a leitura.

Tenha um Sitemap

É extremamente importante que tenha um sitemap em xml no seu website, mas não se preocupe que a maioria das plataforma de hoje em dia, como o WordPress, Wix ou semelhante, já apresentam a possibilidade de gerar esse ficheiro automaticamente, só precisa de activar a função. Este sitemap, posteriormente, deverá ser introduzido na plataforma do Google, a Google Search Console, que permitirá os motores de busca garantir que todo o seu conteúdo é indexado e está preparado para aparecer nos resultados de pesquisa.

Use imagens, mas imagens optimizadas

A maioria das pessoas coloca imagens no meio do seu conteúdo, mas sem o cuidado de as preparar para serem “lidas” pelos motores de busca. Obviamente que é importante usar imagens para acompanhar o conteúdo e tornar a leitura mais interessante e menos cansativa, no entanto apenas isso não chega.

Deverá optimizar essas imagens, usando a palavra-chave para dar o nome às imagens e também descrever a imagem no campo “alt” (texto alternativo”, uma vez que é através desse campo que os motores de busca conseguem compreender o conteúdo da imagem e levar assim a que o seu conteúdo visual também surja nos primeiros resultados de pesquisa.

Trabalhe o seu Linkbulding

Até aqui foi trabalhado todo o SEO dentro do seu website, mas não poderá esquecer de trabalhar a parte exterior. Ou seja, é importante que seja difundida essa mesma mensagem através de toda a internet, sendo que isso poderá ser feito de diversas formas.

          Social signals – é fácil perceber que este é o fator que está ligado às redes sociais, ou seja, deverá partilhar o seu conteúdo nas redes sociais e incentivar os visitantes a fazer o mesmo, ganhando alguma notoriedade por essa propagação.

          Page Rank – apesar de já não ser algo essencial e com uma força grande para o Google, o page rank classifica os websites consoante os links externos que o website tem para si. É importante que faça links internos, entre os seus conteúdos, mas também é importante que haja referência do seu website em outros e isso apenas se consegue com relevância e conteúdo de qualidade, que outras pessoas vão querer entregar aos seus visitantes.

Estas são apenas 8 dias de SEO para melhorar os resultados do seu website! Deverá ser algo a trabalhar a longo prazo, constantemente, pois demorará a obter resultados, no entanto se o fizer no dia-a-dia, rapidamente vai chegar aos primeiros lugares para várias keywords e com isso as suas visitas no website vão aumentar significativamente.

Etiquetas:, , , , , , ,

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.